AAAPB homenageia Prof. Manoel Girão e recebe muda do plátano original de Hipócrates

Na manhã do dia 21 de novembro de 2021, a Associação Atlética Acadêmica Pereira Barretto (AAAPB) realizou em sua sede uma cerimônia de homenagem ao Professor Dr. Manoel Batista Castello Girão (in memoriam) e também recebeu o prêmio da corrida virtual realizada pela APM e APAN.

Estiveram presentes na homenagem o Reitor da Universidade Federal de São Paulo (Nelson Sass), o Diretor de Campus São Paulo (Ramiro Azevedo), o Diretor da Escola Paulista de Medicina (Fulvio Scorza), o presidente da Associação Paulista de Medicina (José Luiz do Amaral), o presidente da Associação Paulista de Neurologia (Rubens Gagliardi) e demais convidados.

Na ocasião, foi plantada uma muda do plátano de Hipócrates, árvore simbólica para a história da Medicina. A espécie (Platanus orientalis) é uma descendente direta da árvore milenar da ilha de Cós na Grécia, que segundo a tradição, era às sombras do plátano onde Hipócrates – considerado o “pai da medicina” – discutia casos e ensinava a arte médica aos seus discípulos.

O evento foi marcado por uma homenagem dos alunos e da Atlética ao Prof. Manoel Girão, por todo o seu apoio como ex-aluno e Diretor da Escola Paulista de Medicina ao longo dos últimos anos. Ao lado do plátano, foi designado um banco para registrar o nome do Prof. Girão na história da AAAPB. Homenagem essa que não foi ao acaso, uma vez que o Prof. Girão nunca cansou de dizer, de forma orgulhosa, que toda sua história com a Dra. Sineida começou quando conversavam sentados em um banquinho.

E agora, a árvore enraizada em nosso terreno eterniza nossa homenagem e perpetua o fortalecimento de nossa comunidade EPMista. Trá-Cá-Trá!

 


 

“Das raízes do plátano de Hipócrates brota a seiva que alimenta e vivifica os seus ramos. Suas folhas se renovam a cada primavera, assim como os sucessores de Hipócrates se renovam a cada geração. Os ideais que nela se retratam, porém, permanecem vivos, a indicar os valores perenes da medicina: a busca da verdade, o respeito à vida, o amor à arte médica, a solidariedade humana, o desejo de servir, a conduta digna, o interesse sincero pelos que sofrem.”

 

 

 

 

Skip to content